Terrible Two

Bom dia mamães lindas, 

 

Começo esse texto dizendo … quem disse que seria fácil ? rss …

 

Até eu me tornar mãe, eu nunca tinha ouvido falar da famosa expressão “terrible two”, que tem por objetivo identificar a adolescência do Bebe em torno dos dois anos de idade.

 

Assim como a maioria das mães de primeira viagem, eu só fui me dar conta do que estava por vir, quando “minha bebezinha tão pequena”, boazinha, tranquila,  se jogou pela primeira vez no chão e chorou por 20 minutos seguidos após  ter sido contrariada. A Sophi desde que nasceu nos mostrou sua personalidade marcante,  o que particularmente eu acho ótimo, mas naquele momento não estávamos falando de personalidade e sim de comportamento.

 

Em um primeiro momento fiquei chocada, melhor dizendo, desapontada. Eu Pensei: Meu Deus, porque isso esta acontecendo, eu fiz “toda a lição de casa”, desde que ela nasceu nunca tive medo de educar, de dizer não, onde foi que eu erreiiii ???? rss . 

 

Inevitavelmente, pensamos naquela mãe toda envergonhada ao ver seu filho gritar, se jogar no chão e se debater após não ser autorizado a abrir  um pacote de  bolacha no corredor do supermercado. As pessoas ao redor olham com aquela expressão assustada e pensam: Nossa, que educação é essa que os pais  dessa criança estão dando a ela !!! Pois é, certamente esse pré julgamento vem de um ser que não é mãe ou pai ainda.

 

Agora vocês devem estar se perguntando … Nossa, mas se você esta educando, dando amor, conversando, e tendo paciência, o porque isso esta acontecendo ??? 

 

Depois de muito estudar sobre o assunto, vou desenvolve-lo um pouco mais com vocês, afinal, talvez você também viva ou vá viver assim como eu, a  ADOLESCÊNCIA DE UM BEBE. 

 

Geralmente essa fase começa aos 18 meses e pode se estender até os 03 anos de idade. Isso ocorre porque o bebe está descobrindo  a sua independência e a necessidade de identificar onde ele se encaixará na sua família. 

 

Parece loucura ne ? Mas imaginem que tudo é feito para a criança até então, mas a criança entende que seu corpo e suas habilidades  já as permitem executar certas atividades, e sem perceber os pais ou cuidadores os impedem de realiza-las por pressa, acesso de cuidado, ou por ainda verem seus filhos como bebes, resultado: Conflitos internos junto a irritabilidade. 

 

Partindo desse ponto de vista começa a ficar mais claro para nós mamães aflitas, rs, o porque de muitas coisas não é? Por exemplo a minha filha demonstra ser muito independente ao pedir para se alimentar sozinha, escovar os dentes, abrir portas, ou até mesmo o fato dela saber exatamente o que quer, e todos esses fatores podem gerar estes conflitos e irritações quando interrompidas por um responsável. 

 

Agora, o que fazer, para passar por essa fase agindo da maneira correta e ao mesmo tempo preparando nossos filhos para aceitarem as milhares de frustrações que ainda estão por vir ao longo de suas vidas ? 

 

Ai vão as minhas 5 dicas que  eu tenho feito para contornar essa fase: 

 

1 - Fique calma: O melhor a fazer no primeiro momento  é manter-se calma e ficar ao lado do seu filho, protegê-lo de batidas no chão ou objetos próximos.

 

2 - Lembre-se que você é o adulto : Controle-se e espero o “show” inicial reduzir sem insistir em pega-lo no colo ou conversar. Nesse primeiro momento nada do que você falar ou fizer vai ser válido, e talvez até piore a situação. 

 

3 - Fique com seu filho o tempo todo : Sente no chão ou abaixe no mesmo nível que a criança. A criança precisa saber que o que ela fez foi errado, mas nem por isso ela estará sozinha e desamparada. 

 

4 - Não ceda: Se você ceder, a mensagem que estará passando é: Birra funciona ! E por mais que seja uma fase, ela também faz parte do processo de educar e preparar seu filho pra vida. Espere passar um tempo para atende-la, é importante a criança associar que com paciência e tranquilidade ela será atendido mais de pressa do que gritando ou chorando. 

 

5 - Converse com seu filho: Eu considero o mais importante, e todas as vezes que preciso colocar em pratica esses 5 passos, essa é a hora que mais espero chegar, rs, não só por ser o fim, rs, mas por ser o momento em que no mesmo nível que ela, eu olho no fundo dos olhinhos dela e ela no meu, e explico o porque do “não” e insisto que ela pode e deve resolver as contrariedades dela de outra forma.

 

Meninas, termino esse texto do mesmo jeito que comecei … Quem disse que seria fácil ? rs…

 

Educar outro serzinho é um dom que requer habilidade e paciência. 

 

Mas posso dizer uma coisa? Eu curto e curto muuuito todas as fases, e tenho certeza que eu terei muita saudade do famoso  Terrible Two !! 

 

Com carinho e amor para todas as mamães, titias, e vovós, 

 

Ass: Mamãe Juju

 

Comentários (2)

01 Junho, 2017
=)

Thais

01 Junho, 2017
Adorei Ju, é isso aí, quem disse que seria fácil?! Realmente não é, tenho dois meninos de 15 e 9 anos, mas posso dizer que isso passa, dá saudade, e as recompensas, ou melhor os momentos bons são os que ficam e marcam nossos corações, então aproveite e curta muito cada fase da Sophia. 😘

Deixe um comentário

Parceiros