Mitos sobre lentes de contato

Confira os principais mitos sobre as lentes de contato

1 – Pessoas com astigmatismo não têm recomendação para lentes de contato – Este é o primeiro mito da lista. Hoje, existem sim lentes de contato capazes de tratar a visão de pessoas com astigmatismo. Além disso, elas também são indicadas para casos de correção de miopia, hipermetropia e presbiopia. As lentes de contato para astigmatismo são chamadas de lentes tóricas.

2 – A limpeza das lentes deve ser feita apenas com soro fisiológico – O segundo mito é bastante frequente entre os usuários de lentes de contato. As pessoas tendem a pensar que apenas o soro fisiológico é ideal para limpar as lentes, mas, na verdade, a higienização deve ser feita com soluções específicas, que possuem agentes antimicrobianos. O soro fisiológico é indicado para hidratar as lentes.

3 – Qualquer um pode usar lentes de contato – As lentes devem ser receitadas pelo médico responsável, e não servem para todos os casos e pacientes. Alguns fatores impedem o uso das lentes, como o formato da córnea, por exemplo. Apenas a avaliação oftalmológica é capaz de medir a curvatura da córnea e certificar a eficácia das lentes.

4 – O mercado oferece apenas um tipo de lente de contato – Isso também é um mito. Hoje, o mercado especializado conta com, pelo menos, quatro tipos de lentes: as convencionais, as programadas para durarem um mês, as lentes que duram até duas semanas e as lentes de descarte diário. Além disso, também existem as lentes de realce, que servem especificamente para fins estéticos.

5 – As lentes não devem ser usadas por muitos anos – Essa informação não é verdadeira. As lentes de contato não cansam ou prejudicam os olhos e, por isso, podem ser usadas todos os dias durante muitos anos consecutivos. Para isso, basta manter os hábitos corretos de higiene e manipulação.

 

 


 

Comentários (0)


Deixe um comentário

Parceiros